sexta-feira, 27 de novembro de 2015

Bodas de Flores: 4 Anos de Casamento...

Oláááá!!!

Ontem comemoramos mais um ano de casados. Há 4 anos, dissemos sim para o resto de nossas vidas e foi tudo lindo e mágico. Estava olhando as postagens sobre o nosso casei e deu uma saudade boa daquele dia... 

Quem chegou aqui depois do casamento, não deve ter visto como foi, mas tem gente que está aqui no blog até hoje e viu todo o nosso caminho desde os preparativos até agora, que estamos à espera da nossa princesa.

Quem quiser ver como foi o nosso dia lindo, tem um arquivo na lateral esquerda do blog. Só ir atrás das postagens a partir de fevereiro de 2012. Tem tudo lá!!!

E ontem, saímos para comemorar, já com a nossa pequena despontando para todo mundo ver que ela está chegando...
Bom final de semana!!!
Beijossss

terça-feira, 24 de novembro de 2015

Diário da Gravidez: 17ª Semana - Confirmando o Sexo

Oláááá!!!

O diário de gravidez está meio atrasado, mas foi de propósito, porque hoje tinha ultrassom para confirmar o sexo do bebê!

A semana foi bem tranquila e sem nada de diferente ou anormal. Passei a tomar o polivitamínico manipulado e não estou passando mal. Ufa!

A única coisa diferente foi a ansiedade para a ultra de hoje! Marido ficou o tempo todo me lembrando, que ainda tinha uma chance de ser menino, que a Ana Luisa ainda era só um palpite. Eu entendo ele, só queria me preparar para não ficar tão triste.

Demorei para dormir ontem à noite, baby mexeu horrores, acho que sentindo a pressão!!! kkkk Como o exame às 10h, não ia rolar de comer chocolate, não consigo cedo assim, então, comi uns biscoitinhos amanteigados e fui conversando, pedindo para abrir as perninhas direitinho!!! kkkk

Para minha alegria #sqn, o exame atrasou bastante e o coração já estava acelerado que só! Combinei com o marido que se desse menino, iríamos fazer a sexagem fetal. Viajamos daqui há 10 dias para fazer o enxoval, não dá para ficar em dúvida!!!

Entramos na sala, a médica demorou um pouquinho para aparecer. Acho que meu coração estava igual ao do bebê, de tão acelerado! Eu pensava nos presentes que já tínhamos ganho, como faria se fosse menino?!

Quando a médica chegou, já fui falando que vim para ela fazer o gol do chute dela! Acho que ela sentiu a pressão, porque a primeira coisa que fez foi ir atrás do sexo. Bebê quietinho, ela precisou me cutucar bastante para começar a mexer. Levou um tempinho, indo de um lado para o outro na minha barriga, até que ela solta: "Seu bebê é uma gatinha!!!" Respirei aliviada!!!

Achei fofo ela pintar a tela de rosa e escrever o nome!!!
Agora sim, ela começou o exame propriamente dito! kkk Fez todas as medições, mostrou todos os ossinhos, ouvimos o coração, vimos ela chupando dedo e abrindo a boquinha. Coisa linda!!! Tudo dentro da normalidade e certinho com a nossa princesinha!!!

Ela está com 264g, medindo 20 cm e o exame disse que estou com 18 semanas e 6 dias, que bate com a DUM, mas como minha médica está seguindo o primeiro ultra, que geralmente, é o mais preciso, ela considera 1 semana a menos.

Em relação ao meu peso, ganhei só  2,5 kg. Comecei a gestação com 54 kg e hoje estou com 56,5 kg. Acho que está bom né, para quem está chegando na metade da gestação... Vou ter uma folguinha para o final, que é o período de engorda mesmo! kkkk

Essa semana será dedicada às últimas pesquisas sobre Vegas e, a semana que vem, aos preparativos práticos como, arrumar malas, imprimir cupons de descontos das lojas e outlets, consulta pré-natal, separar documentos, ver se precisamos comprar alguma coisa e deixar a casa arrumadinha para a nossa chegada!

Beijossss meu e da Analu!

quarta-feira, 18 de novembro de 2015

Baby Decor: Kit Higiene do Bebê - Como Montar Um...

Quando começamos a pesquisar os itens necessários para o quarto do bebê, o kit higiene é um dos mais citados, pois facilita, e muito, a troca das fraldas, ter tudo à mão.

Um kit higiene básico é composto por 4 itens essenciais dispostos em uma bandeja: garrafa térmica, porta algodão, porta cotonete, molheira. E, ainda pode ser incrementado, com outros itens, como álcool gel, um pote com as pomadas, aquecedor de lenço umedecido, e o que mais quiserem e acharem útil.

Os mais vistos são os em mdf, porcelana e prata. Sendo os 2 primeiros, os mais comuns e mais comprados, por serem fáceis de customizar e ter custo mais baixo, quando comparado com o último, de prata. Mas, não se enganem, tem quem cobre bem caro até pelo mais simples! Para terem uma ideia, a garrafa térmica mais vendida e mais vista nesses kits, custava na feira de bebê R$60 e a mesma na Kalunga, custa R$38!!!

Quem busca algo mais customizado e não tão combinadinho, pode montar o próprio kit comprando os itens separados. Muitas vezes, fica até mais em conta!

Garrafa Térmica: 

Opte por um modelo que não precise desenroscar a tampa para uso, dê preferências para as de pressionar a tampa ou apertar um gatilho, assim a água sai fácil, caso já esteja com o bebê deitado e pelado no trocador! Ninguém merece, ter que segurar o bebê com o braço, e usar as duas mãos para abrir a garrafa. E nem venha me falar que é só colocar a água antes, porque no dia-a-dia, nem sempre é assim tão planejado!


Tem garrafas de todas as cores e, se quiserem, ainda podem customizar com tecido, adesivo ou contact. Outra dica legal é escolher um modelo de boa qualidade, que possa ser aproveitado na cozinha depois.

Molheira:

Nada mais é uma cumbuca, para colocar a água quentinha e molhar o algodão ou cotonete. Pode ser usado qualquer bowl, desses de cozinha mesmo, ou até aqueles de sobremesa, só escolher um menor para não ocupar tanto espaço. Pode ser de porcelana, vidro, plástico, acrílico, metal...




Portas Cotonete e Algodão:

Aqui, a única regra é ser um recipiente fechado, com tampa, para não sujar. Nesse item, o que não falta é opção. Podem ser de madeira, porcelana, vidro, acrílico, plástico, inox, prata... Qualquer pote, que caibam esses itens, está valendo! Já vi, com bombonieres e potes de biscoito, de vidro e plástico, vidros de maionese, café solúvel, molho de tomate customizados!!! 




Bandeja:

Não precisa ser necessariamente uma bandeja, pode ser uma caixa revestida, uma forma, um refratário, um prato de bolo... O que preferir ou se adequar mais ao estilo proposto para o quarto.

Coisa da Doris
Kit da Aline Sanromã
Ana Sinhana
Coisa da Doris
Kit da Jacky
Kit da Jussara
Então, o que acharam? Preferem a praticidade de comprar um pronto ou, bater perna e montar um exclusivo?

Aqui em casa vai ser um exclusivo, já estou de olho em muita coisa e quero fazer o mais acessível possível. A única coisa que, provavelmente, não será tão baratinha assim, será a garrafa térmica, pois não tenho nenhuma na cozinha e, quero poder aproveitá-la depois, então vou atrás de uma de boa qualidade.

Beijosssss

P.S: As imagens sem legendas não encontrei a fonte, se souberem de quem é, por favor, me avisem que coloco os devidos créditos!

terça-feira, 17 de novembro de 2015

Diário da Gravidez: 16ª Semana + Planos

Olááááá!!!

Ao fecharmos a 16ª semana, completamos 4 meses de gravidez!!! Como o tempo está passando rápido demais!!!

Posso dizer que agora estou curtindo de verdade estar grávida! As pessoas já percebem, não que minha barriga esteja grande, mas ela já tem aquele formato bem característico, alongado na região superior e mais abaulado na região inferior.

embora tenha sido uma semana tranquila e sem "sintomas", o fato mais marcante foi no sábado, quando, finalmente, consegui perceber ela se mexendo!!! Passamos o dia todo em casa, assistindo seriados, e eu sentindo uma coisa esquisita dentro de mim, demorei um tempinho para entender que eram as mexidas dela... Pensei até em dor de barriga e gases!!! rsrsrs

Como passei o dia quietinha, deu para perceber mais, mas ontem e hoje, só senti bem de vez em quando! Doida para ela crescer e começar a mexer mais, assim vai dar para sentir do lado de fora também e o papai não ficar enciumado!

Domingo, fomos em Campinas, na feira do bebê e, fiquei decepcionada porque era bem pequenina, com poucos expositores e a maioria com os mesmos produtos. Depois que,fiquei sabendo que teria a Expo Gestante e bebê, nessa semana, que é bem maior! Paciência! Não sei se marido vai querer ir nesse final de semana também, provável que fique para o ano que vem... 

Meu foco nessas feiras são as coisas para o quarto, tanto úteis como decor. Tive uma noção dos preços que cobram em trocadores, almofadas, kits de higiene, protetores de carrinhos e bebê conforto, nichos para decor... Roupas, lençóis e toalhas nem olhei muito, porque os anúncios de promoção estavam mais caros do que vamos encontrar em Vegas, então nem valia a pena.

A parte de protetores de berço, também ,não dei muita trela, porque não usaremos. Mas, tem uma infinidade para todos os gostos e bolsos!!! Percebemos que não gostamos dos kits de higiene e quarto prontos, tudo muito igual e combinadinho demais para o nosso gosto, ou via em mdf ou em porcelana, só mudava o acessório colado nas tampas e laterais, fora o preço!!! Nada contra o artesão, tem coisa que realmente dá trabalho fazer, mas tinham outras que não valiam o preço de jeito nenhum! Acho que abusam um pouco do "coração materno", rsrsrs. 

Decidimos que vamos montar o nosso próprio kit, vamos atrás dos potes, bandejas, lixeiras e abajur que mais gostamos, assim damos nossa cara e, provavelmente fique mais em conta! Vou aproveitar Vegas para ver umas coisas diferentes, talvez traga algo nesse sentido de lá.

Beijossss

sexta-feira, 13 de novembro de 2015

Nosso Novo Lar Doce Lar: Área Social

Oláááááá!!!

Finalmente consegui vir mostrar para vocês a área social do nosso apê alugado! Êêêêê!

Cozinha:

Como já sabiam, ela é no formato americana e está sendo uma novidade para gente. Não dá para simplesmente ignorar uma bagunça. A confusão fica te encarando e atrai nosso olhar o tempo todo! Impressionante!!! rsrsrs Mas, não podemos negar que, cozinhar interagindo com a sala é muito bom e muito mais prazeroso!

Amamos o balcão enooooorme que divide sala da cozinha. Definimos que, não queríamos ele entulhado de coisas, queríamos espaço para poder cozinhar tranquilos, mas tinha que ter um cantinho para café da manhã e lanches rápidos. Então, arrumei o cantinho, deixei apenas a fruteira e os livros do maridão, para dar um charme, sobrando bastante espaço no centro.


Quanto aos armários, me surpreenderam muitoooo! Achei que muita coisa ainda fosse ficar em caixa, mas absolutamente tudo o que tínhamos na cozinha do apê de SJC, que era planejada de acordo com as nossas necessidades. Fiquei muito feliz com isso. As únicas coisas que ficaram em caixas foram o que só usamos de vez em quando, quase nunca: um jogo de jantar de 12 lugares, o faqueiro de festa e 1 jogo de taça de 30 peças...

O cantinho do café ficou completo com as banquetas vermelhas, que tínhamos no outro apê, e os quadrinhos, que encontrei numa loja dessas baratinhas de coisas para o lar.
 Salas:

Uma coisa que gostei muito foi o cuidado dos proprietários com a iluminação. Apesar de não ter gesso e, consequentemente, não ter iluminação embutida, eles se preocuparam com a estética e escolheram plafons e luminárias bem simpáticas.

Finalmente podemos usufruir de toda a nossa mesa (no apê que alugamos antes, ela ficava encostada na parede, sobrando apenas 3 lugares). Infelizmente, a adega não coube ao lado do rack, como eu gostaria, então o jeito foi deixá-la ao lado do sofá, junto com o carinho do café e das bebidas. No começo achei muito tumultuado, mas agora já acostumei.


Acho um charme o mini-lustre da entrada do apê. Deixa uma luz difusa bem gostosa, ao passo que conseguimos enxergar tudo no ambiente conjugado.


Varanda:

Grande e espaçosa. deu para fazer um cantinho gostoso, para relaxar, ler, almoçar no domingo... Tem espaço até para o varal de chão, sem precisar amontoar tudo. Marido está pensando em colocar uma rede, acho que será muito bem-vinda!!!

Na parede da varanda coloquei nossos quadros de rolhas e tampa de cerveja....

Faltou a área de serviço, mas ela está "infotografável", devido à quantidade de roupa no varal! kkkkk Como ela é minúscula, não consigo ter muito acesso à ela quando o varal está cheio, já que penduro tudo em cabides!

Apesar de já termos vendido o apê de SJC, não pensamos em comprar nada por agora, porque queremos esperar estabilizar, ter certeza de que vamos ficar por aqui em Jundiaí mesmo.

Estamos bem felizes nesse apê. A região é muito calma, a rua não tem nada de movimento, ouvimos os passarinhos à todo tempo, os idosos sentam em frente às casas no final da tarde e domingos, a área de lazer do condomínio é completa e atende super bem à crianças e adultos!

Bom final de semana!

quarta-feira, 11 de novembro de 2015

Meus Medos na Gravidez...

Oláááá!!!

Esses dias, me peguei pensando sobre o desenvolvimento da gravidez e como abril está chegando, já que o tempo anda meio apressado! kkkk Fiquei pensando em cada sentimento e interrogação que passou e, ainda passam, pela minha cabeça.

No início, quando começamos a cogitar aumentar a família, o medo era de saber se estava na hora certa, justamente, porque ainda estávamos envoltos com as contas do apê de SJC. Mas, a vontade bateu mais forte e, num impulso, parei com a pílula. Eu pensava que iria demorar um pouco para acontecer, então seja o que Deus quiser! 
A primeira menstruação sem pílula atrasou, o que, lógico, me iludiu! kkkk Fiquei 4 dias na agonia e, lembro o quão triste fiquei quando ela apareceu! Aí, veio o medo de ficar paranóica toda vez que um ciclo estivesse terminando. Racionalmente, a gente sabe que é normal tentar até 1 ano sem investigações, mas, emocionalmente, é uma tortura!!!

Minha sorte, é que Deus quis logo e, no segundo ciclo, já vi as duas listrinhas mais lindas dessa vida!!! A gente quer tanto, mas na hora que acontece, dá um susto e um arrepio. Eu fiquei tão feliz, que nem pensei muito nisso. Meu foco era saber se estava tudo certo! 

E aí começam os medos de verdade!!! Os meus tem sido por etapas...

Medo #1: Logo quando descobri, queria saber se a gestação era tópica, ou seja, se estava no útero certinho! Fiz ultrassom 3 dias depois da descoberta, não dava para ver o embrião, mas o saco gestacional e a vesícula estavam lá direitinho, no lugar deles. Ufa!

Medo #2: As cólicas que sentimos logo no inicio! Gente, que medo de ser uma cólica de expulsão do embrião! Toda vez ia no banheiro ver se tinha algum sangue!

Medo #3: Fazer o segundo ultrassom e, não ver o embrião ou não ouvir o coração. Lembro, que senti um alivio, assim, que vi um serzinho lá dentro se mexendo! Quando ouvi o coração então, senti uma felicidade indescritível!

Medo #4: Terceiro ultrassom, para medir a translucência nucal e o osso nasal. Só relaxei quando a médica disse que estava tudo dentro da normalidade. Respirei tão aliviada, que ela percebeu e começou a me mostrar todo o feto, parte por parte, e demorou no coraçãozinho só para ficar ouvindo um pouco mais. Foi nesse ultra, que ela chutou ser a Ana Luisa.

Medo #5: Próximo ultrassom será para confirmar o sexo e, confesso que estou apreensiva, embora meu coração sinta ser a Analu desde o início. Bobo, né?! Eu sei!

Medo #6: As estrias. Minha barriga resolveu aparecer de vez, de repente me vi sem aquele calombo e com uma forma mais definida de grávida. Tenho tanto medo delas, que meu tcc da pós foi justamente sobre estrias gravídicas!!! kkkk E, embora tenha sido super elogiado pela coordenação, fiquei meio triste com o que estudei e escrevi, pois não é algo fácil de ser tratado, mesmo com tantos tratamentos e tecnologias à nossa disposição, e a prevenção é na sorte, porque nada impede o seu aparecimento, se elas tiverem que vir!!!

Medo #7: A ultra morfológica. Essa está marcada para o meio de dezembro e, espero que esteja tudo dentro dos conformes com o desenvolvimento da nossa baby!

Medo #8: Parto. Esses dias assisti o "Renascimento do Parto" e, ver aquelas mulheres gritando e sentindo dor me arrepiaram. Tenho pavor de sentir dor e, isso me preocupa deveras. Já falei, que pretendo ter parto natural e minha médica também, mas quem manda é o meu corpo e a saúde do bebê. Então, se estiver tudo certo para tentar o natural e, meu corpo responder bem ao trabalho de parto, ótimo! Mas, não vou me acanhar em pedir anestesia, se for preciso, nem ficar triste, se tiver que partir para uma cesárea. Isso, só o momento vai dizer, só me resta esperar e não pensar muito nisso! rsrsrs

Medo #9: Que o bebê tenha algum problema. Óbvio, que toda mãe e todo pai, quer que seu filho nasça saudável e sem nenhum problema. Nesse caso, minha tarefa é ser o mais saudável possível durante a gestação e, tomar todos os cuidados que a gravidez exige. De resto, entregar nas mãos de Deus!

Medo #10: Amamentação. Todo mundo fala das maravilhas que é o momento de amamentar, do vínculo que se forma entre mãe e filho, que é o alimento mais completo para o bebê e, que não existe leite fraco... O problema é que, poucas tem coragem de dizer que, na maioria dos casos, não é fácil, que dói pra caramba e que precisa de insistência e de ajuda para a pega correta, além de auxílio, quando tem algum problema com o bico dos seios, como rachaduras e inversão, por exemplo! É claro que, espero que comigo seja tudo bem, mas tenho plena consciência, que pode não ser um mar de rosas! Acho que é uma defesa minha, esperar pelo pior, assim se for mais brando, será lucro! rsrsrs

Medo #11: Depressão pós-parto. Esse, é um que evito pensar ao máximo, porque é imprevisível.

Medo #12: Da solidão. Estamos sozinhos nessa cidade, sem família por perto, então, sei que ficarei muito tempo em casa só eu e ela, já que marido estará trabalhando. No primeiro mês, minha sogra disse que vai ficar aqui, mais para me ajudar no pós-parto do que me ensinar a cuidar da baby, já que isso eu tenho noção, graças ao "estágio" que fiz, cuidando das minhas irmãs quando nasceram. Mas, depois, sem ninguém aqui para conversar ou visitar, não sei como vai ser. Espero que minha família venha sempre pra cá e, acho que vou amar as idas ao pediatra, e rezar para a Lulu poder sair logo para passear! kkkk. Até já combinei com o marido uma viagem curta, quando ela tiver uns 6 meses, só para espairecer e a gente namorar um pouco, mesmo à três!!! rsrsrs

Ainda tem muita estrada pela frente, faltam 5 meses para a chegada da nossa princesa, então pode ter certeza que outros medos irão aparecer. Para não ficar pensando muito neles, foco na organização da casa e nos preparativos para a chegada dela, mas isso é assunto para outro post!

E aí, quais medos vocês sentem ou já sentiram?

terça-feira, 10 de novembro de 2015

Diário de gravidez: 15ª Semana + Novidade

Oláááá!!!

Sumi um pouco na última semana, né?! Mas foi por uma boa causa! Conseguimos, finalmente, vender nosso apartamento de SJC, depois de muita oração e até promessa! Ufa! Estamos aliviados, pois já não estávamos mais aguentando as despesas dele...

Mas e a gravidez?
Foi uma semana super tranquila, sem nenhum sintoma diferente, tudo bem tranquilo com o meu corpo, inclusive o peso! kkkk Só percebi que, continuo enjoando quando pegamos estrada e o tempo está um pouco mais quente. Calor e balanço de carro não combinam!

Tivemos nossa 4ª consulta de pré-natal e, dessa vez, deu para ouvir o coraçãozinho dela!!! Nossa, como a gente respira aliviada com esse som lindo! Como não sinto mexer ainda, ouvir o coração dá certeza de que está tudo muito bem aqui dentro do forninho! kkkkk

A médica aprovou a prescrição do polivitamínico que a nutri me passou e já solicitou 2 ultrassons, um para confirmar que é a Analu  e o morfológico do segundo trimestre, já que esse tem período certo para fazer e dar tempo de agendar o exame certinho!

A próxima consulta ficou marcada para dia 02/12, 2 dias antes de viajarmos de férias, assim ela confirma que estamos bem para viajar e faz a autorização de acordo com as regras da cia aérea.

Mesmo, ainda não sendo 100% de certeza que é uma princesa, ela já está sendo muito paparicada e ganhou seus primeiros presentes!
Muita fofura junta, né?!
Beijossssss

quarta-feira, 4 de novembro de 2015

Enxoval da Analu: O Bebê Conforto

Olááá!!!

No último post sobre o enxoval da Analu, contei sobre a escolha do carrinho e, hoje vamos falar do bebê conforto.

O bebê conforto é um item obrigatório para andar com bebês, até 1 ano, dentro dos carros. Com o tempo, as marcas de carrinhos começaram a criar um jeito dessa "cadeirinha" ser acoplada ao carrinho do bebê, facilitando o transporte fora do carro, não sendo mais necessário ficar andando com ele no braço. Até porque, muitos carrinhos possuem assentos que, só podem ser usados a partir dos 6 meses de idade do bebê.

Nas minhas pesquisas, percebi duas opções de compra: escolher um combo de carrinho + bebê conforto ou, escolher carrinho e ver quais opções de bebê conforto se adaptavam a ele, por meio de adaptadores exclusivos. A segunda opção é a mais escolhida pela maioria das mães e, nesse caso, deve-se escolher primeiro o carrinho para saber qual marca de bebê conforto pode ser adaptado a ele.

O nosso carrinho escolhido possui assento que pode ser usado desde RN, então poderia escolher qualquer bebê conforto para o carro. Mas, devemos pensar na praticidade do dia-a-dia, e ter um bebê conforto que se adapta ao carrinho, pode ser uma mão na roda, na hora de tirar o bebê do carro dormindo.

Então, tínhamos 3 opções de bebê conforto: 2 da marca maxi cosi, adaptáveis ao nosso carrinho e, 1 da stokke, mesma marca do carrinho, dispensando os adaptadores, pois encaixa direto. A primeira coisa que olhamos foram os preços de cada um. Os adaptadores são vendidos separadamente e, somados ao preço do bebê conforto, os da maxi-cosi saem o mesmo preço do stokke. Ou seja, poderíamos escolher qualquer um.

Em termos de qualidade e segurança, ambas as marcas são boas. Os da maxi cosi tem opções de cores, o da stokke não, mas não seria um problema, pois ele é da mesma cor do nosso carrinho. O critério de desempate, então, foi a facilidade de limpeza do Stokke, já que é possível retirar todo o tecido do assento para lavar (assim como o tecido do carrinho), enquanto que os da maxi cosi, não.

Achei isso importante, pois mesmo que usemos protetores, bebês são imprevisíveis, podem vomitar, ou a fralda vazar, além dos limites do protetor.

Então, lhes apresento o escolhido: Stokke Pipa by Nuna
As características são:
  • A capota tem FPS 50;
  • Tecido inteligente, adaptável ao clima
  • Tecido removível e lavável;
  • Suporta bebê até 14 kg;
  • Não precisa de adaptador para carrinho da marca;
  • Leve, pesa 4,5 kg;
  • Ergonômico;
  • Cinto de 5 pontas;
  • Pode ser usado em qualquer carro e aviões, sem a base, apenas com o cinto de segurança, caso necessário;
Para encaixar no carrinho, precisamos tirar o assento original...
Algumas pessoas tem me perguntado se realmente está valendo a pena os preços, mesmo com a alta do dólar. Tem que lembrar que, a alta do dólar vai fazer os preços aqui no Brasil subir, quando o estoque das lojas acabarem e ela começarem a importar de novo. Mas, fiz um comparativo dessa parte do passeio do bebê e veja como ficou:
Duas observações: O saco de dormir, foi o único que não encontrei aqui no Brasil para vender e, o preço do carrinho aqui no país corresponde à versão anterior ao que compramos, pois não encontrei o V2 à venda.

A diferença é bem considerável, né?! Imagina o impacto no enxoval inteiro? Acho que fizemos bem em aproveitar nossas férias e fazer o enxoval por lá mesmo!

Beijossss 

terça-feira, 3 de novembro de 2015

Diário da Gravidez: 14ª Semana

Olááá!!!

Semana passada foi intensa, terminei meu tcc da pós, por isso a falta de posts no resto da semana e viajamos para Brasília nesse feriado. Ana Luisa foi paparicada e já ganhou seus primeiros presentes!!!

A semana foi tranquila e sem muitos sintomas diferentes. Descobri que era a vitamina mesmo, que estava me fazendo mal, por conta do ferro. Faço parte da minoria, que passa mal com o complexo vitamínico encontrado em farmácias. 

Aproveitei minha ida à Brasília, para me consultar com minha nutricionista favorita: uma madrinha de casamento muitooooo querida! Ela me passou tudo o que posso comer, abusar e passar longe, além das minhas metas em termos de calorias e peso para cada fase da gestação. Vou precisar manipular o polivitamínico com as substâncias em formatos diferentes, para o organismo aceitar a absorção.

O sono diminuiu bem, embora tenha ficado um pouco cansada no final de semana, porque a gente ia dormir tarde todo os dias. Não ganhei peso, mas minha cintura já está começando a sumir... Tive a primeira grande dor nas costas, mas foi por conta do tcc, fiquei muito tempo sentada na frente do computador e, como queria terminar logo, ignorei um pouco e segui em frente! rsrsrs

Esse mês tenho que pesquisar sobre o enxoval, saber os preços de cada item aqui no Brasil, para ver o que vale por aqui, caso a diferença não compense tanto. Além disso, vou pesquisar dicas de Vegas, para definir como aproveitar bastante nossa semana por lá!

Vi que vão ter algumas edições da feira do bebê e gestante em Campinas e SP, alguém sabe me dizer se vale a pena ir e o que vale comprar nessas feiras?

Beijosssss