sexta-feira, 5 de agosto de 2016

Chegando em Casa da Maternidade...

Oláááá!!!

Assim que eu cheguei em casa, deixei Analu com minha sogra e, o Pedro foi me ajudar a deitar para dormir! Chorei um pouco com ele, num misto de alívio e estresse. Minha obstetra havia receitado tramal, para dores muito fortes. Tomei um e capotei! Foram as 3 horas mais bem dormidas desde o nascimento dela. Sem interrupções, sem barulho, na minha cama, com meu travesseiro.
Quando acordei, já estava de noite e, fui tentar amamentar. Meu leite jorrou!!! Coloquei o bico de silicone e, com muita paciência, posicionei a Analu. Devagarzinho, nós duas fomos nos entendendo e, ela sugou um pouco.Insisti por uns 30 minutos, até ela dar uma reclamada, Ofereci o complemento e tomou, deixando um pouco na mamadeira. Isso, para mim, foi uma vitória! Sinal de que conseguiu se alimentar um pouco com o meu leite. Mesmo a gente meio desajeitada ainda... Quando fomos dormir, deixei a mamadeira com a fórmula na cômoda dela, assim, quando fosse amamentar, era só colocar água quente da garrafa térmica...

No dia seguinte, tivemos a primeira consulta com a pediatra. Ela me incentivou a tentar a amamentação, mas me tranquilizou, dizendo que esse processo tem que ser bom para as duas partes e, se não conseguisse, não seria o fim do mundo. Nos orientou a dar a vacina BCG, explicou sobre as cólicas, orientou a quantidade de fórmula, quais fórmulas existem e, pediu para voltarmos dali 20 dias. Enfim, a primeira consulta é mais para a gente se conhecer e ter as primeiras orientações.

Primeiro passeio...
Ao chegarmos em casa, papai deu o primeiro banho sozinho! E, até hoje ele quem dá banho nela, na rotina do sono!
Dormindo...
No sábado, veio a consultora em amamentação. Contratei a Sarah da Mãe Me Care. Ela é enfermeira neonatal, muito experiente e paciente. Ficou aqui em casa 4h e, Analu só pegou meu seio no finalzinho... Foram 4h intercalando tentativas e aprendizados sobre os cuidados com um bebezinho! Nunca vou esquecer do que senti quando, finalmente, Analu conseguiu pegar o peito! Ela sugou pouco, por estar cansada, mas foi o suficiente para a gente se emocionar e saber, que dali para frente, era só uma questão de paciência, que ela mamaria no seio.

A partir daquele momento, Analu nunca mais tomou complemento e, se mostrou uma ótima bezerrinha! Na consulta seguinte com a pediatra, ela ganhou peso e cresceu um pouquinho, confirmando que o complemento realmente não seria mais necessário. Nesse dia, doei a lata da fórmula. As mamadas duram, em média, 40 minutos. No começo, ainda havia todo o ritual para preparar o seio e ela fazer a pega correta. Hoje, só colocar para fora que ela faz todo o serviço! rsrsrs

Não posso dizer, que depois disso tudo, amamentar foi um mar de rosas. Uma vez no peito, eu ainda iria conhecer as dores da amamentação e suas consequências. Mas, um obstáculo por vez e, nós havíamos vencido o primeiro! Uhulll!

Abaixo, as fotos do nosso primeiro final de semana em casa...
Beijosssss

P.S: Ainda não consigo fazer posts diários, mas me programei para postar segundas, quartas e sextas. Espero que entendam e estejam sempre por aqui! ;)

3 comentários:

  1. Oi Babi!
    Estou adorando os relatos! Muito legal vc compartilhar aqui no blog tudo isso com tanta riqueza de detalhes. Realmente, conhecer outras experiencias é muito tranquilizador. Desejo tuuuuudo de bom pra vc e Analu. Seu blog é um amor.
    Abracos, Fernanda

    ResponderExcluir
  2. Muito bom você compartilhar conosco sua experiência. Sempre aprendo com vc, vamos encomendar um filhote no fim do ano e já está tudo anotadinho aqui. Parabéns pela princesa e pela sua determinação Babi. beijosss

    ResponderExcluir

Obrigada por deixar um recadinho e fazer essa blogueira feliz!