quinta-feira, 31 de março de 2016

Mala da Maternidade da Analu

Oláááá!!!

Reta final da gravidez, hora de deixar tudo pronto para o grande dia, principalmente quando não sabemos que dia será! kkkkk

Para preparar a mala, eu peguei uma lista com a maternidade que escolhemos e, pesquisei em blogs e vídeos, o que mais seria interessante acrescentar nela...

Lista da Maternidade Hospital Vera Cruz - Campinas
  • 4 macacões com botões na frente - OK
  • 4 bodys (2 manga curta e 2 manga longa) - OK
  • 4 mijões (calças) - OK
  • 4 pares de meias - OK
  • 2 pares de luvas - Não levarei! Me agonia demais bebê com as mãozinhas presas...
  • 2 pacotes pequenos de fraldas - Estou levando 26 unidades, no total.
  • 1 cobertor ou manta de lã - OK
  • 1 manta leve - Tem uma em cada troca de roupa.
  • 1 gorro - 2 looks possuem gorros.
  • 1 caixa de cotonetes - OK
Como podem ver, basicamente, pediram 4 trocas de roupas compostas de body + calça (mijão), macacão e meia, para as 48h de internação padrão da maternidade e, não pediram nada de higiene e banho para o bebê, pois disseram que fornecem tudo.

Assim, a visão geral da mala é essa!!!
Como a maternidade escolhida fica em Campinas, eu resolvi preparar 6 trocas, para o caso de uma emergência e precisar ficar um pouco mais. Assim, marido não precisa pegar estrada até Jundiaí, se faltar alguma coisa.
Tem foto de todos os looks escolhidos no instagram. 

Todas as trocas foram colocadas em saquinhos, que comprei na Feira da Gestante e Bebê (acontece sempre em SP) e, cada uma tem além das roupas (body+calça+macacão+meia), uma manta/cueiro leves, um pano de boca e uma fralda descartável, assim facilita para quem for mexer na mala, caso não seja eu.
Na necessaire maior, estou levando fraldas extras (20 unidades), uma pomada preventiva de assaduras, a caixa de cotonete pedida e um lenço umedecido que ganhei de brinde (só por levar mesmo, duvido que usem!).
Já na menor, tem uma escova de cabelo (vai que nasce cabeluda, né?!), um cortador de unha, chupetas esterilizadas, prendedor de chupeta e lacinhos de cola (detalhe que não acho a bendita cola aqui na cidade...).
Apesar de terem dito, que fornecem todos os produtos de higiene e banho, inclusive toalhas e fraldas, eu, como mãe de primeira viagem preferi levar também, já que cabia fácil na mala. Separei 1 toalha de banho, 1 fralda gigantesca, para forrar algum lugar e, 2 fraldas normais, que servem para tudo, até para o caso de alguém nos visitar e, quiser pegar ela no colo. Também coloquei em um saquinho à parte.
Ainda estou levando uma manta de tricot, mais pesada e bem quentinha, caso o frio tenha chegado de vez e, um saco plástico para roupas sujas e molhadas, assim não suja o que estiver limpo na mala.

O quadro da porta da maternidade, eu também comprei na Feira da Gestante e Bebê. Gostamos desse por ser simples, minimalista, diferente das coisas muito frufrus que vemos por aí...
Quanto à lembrancinhas, não vou levar nada, pois acredito que, não receberemos alguma visita, já que toda a nossa família próxima (pais e irmãos), estão em Brasília ou no RJ. Como não marquei data para ela nascer, não vão sair correndo para pegar avião e vir, assim que eu disser que está nascendo. Aliás, confesso que gostei disso, viu?! Acho que prefiro passar essas primeiras horas só com o marido e, aproveitar, ao máximo, os ensinamentos das enfermeiras, principalmente quanto à amamentação (como o hospital tem banco de leite, estou confiante que terei ajuda, se precisar!). Então, deixarei as lembrancinhas para quando recebermos visitas em casa!

Escolhi uma mala, que já tínhamos aqui em casa. Não me dei ao trabalho de comprar uma mala de maternidade, pois elas não são nada práticas para viagens e, viajaremos bastante para ela poder conviver com a família. Além disso, com o preço da maioria, dá para comprar malas boas de viagens e, ainda sobra troco! rsrsrs
 Vi que muitas levam as almofadas de amamentação, então vou levar a nossa também! Pode ser que ajude, né?!

E aí, acham que está faltando alguma coisa?!
Beijossss

terça-feira, 29 de março de 2016

Lingeries e Pijamas para Amamentação: Minhas Escolhas...

Oláááá!!!

Quando chegou o momento de ir atrás desses itens, eu penei um pouquinho, pois, na maioria dos casos, os produtos não são bonitos, a variedade é restrita e os tons de bege, principalmente nos sutiãs, prevalecem. Outro ponto que pegou para mim, que sou magra, foram os tamanhos das camisolas. Tudo o que experimentava P, dessas próprias para maternidade, ficavam enormes! Não importava se eram de lojas de departamento ou lojas específicas (que ainda tem um preço alto).

Assim, resolvi não sofrer. Para os pijamas e camisolas, defini que não iria comprar nada específico para maternidade ou amamentação. Iria atrás de opções com botões na frente, mas que pudessem ser usadas até mesmo depois desse período. Achei lindas opções nas lojas de departamento ou fast fashion (Renner, Riachuelo, C&A...). 
Algumas opções da Renner...
Quanto aos sutiãs, esses eu decidi que gastaria um pouquinho mais, mas escolheria o que me fizesse sentir melhor, mais bonita, sem vergonha de me olhar no espelho ou aparecer na frente do marido... Sim, a auto-estima é um fator importante a ser considerado, principalmente no puerpério, quando estamos tão abaladas emocionalmente.

O recomendado são os modelos forrados de algodão, por conta do conforto e menor incidência de infecções, sem aro e sem bojo, embora esses últimos quesitos já esteja aparecendo nas lojas. 

Eu mesma prefiro sutiãs com aro e bojo, mas fui experimentar alguns deles e, no teste de abrir para expor o seio, o bojo precisa ser amassado e, mesmo assim fica subindo e cobrindo parcialmente o seio, o que, a meu ver, deve dificultar bem o processo de amamentação na pega do bebê (que já não é simples), além de incomodá-lo, já que ficará no rostinho dele. Além disso, dependendo do tecido que reveste a taça por fora, depois de tanto dobrar, acaba ficando cheio de marcas (estriado) e feio, dando para ver até pela roupa. Assim, optei por modelos sem bojo e sem aro, mas com a costura embaixo reforçada, garantindo a sustentação.

Para o dia a dia, escolhi um modelo da Any Any, que achei com o preço justo, bonito com um detalhe em renda, e confortável. Acabei tendo a sorte de ganhar das minhas cunhadas os conjuntos dele, nas 3 cores disponíveis: cinza mescla, branco e preto. Vou postar o cinza que dá para ver melhor os detalhes.
Para dias mais especiais ou saídas à noite, me dei ao luxo de comprar 2 mais bonitos, de renda, mas ainda sim, garantindo os requistos de serem forrados com algodão, sem bojo e com costura reforçada ao invés de aro. Escolhi o modelo de amamentação da Loungerie, loja que gosto muito, que também tem um preço bem ok,e opções lindas! Peguei nas cores blush e preta e escolhi calcinhas de outros modelos, sem ser pós parto mais alta, pois acredito que só vou usar esses mesmo, depois do resguardo.
Quanto às calcinhas pós-parto, comprei apenas algumas, nas cores blush (bege rosado) e pretas. Todas altas, forradas de algodão e com alguma compressão na região abdominal, para que eu me sinta mais confortável e minimize a sensação de "tudo solto" por dentro. Escolhi os modelos da trifil.

Em relação à cinta, o uso depende de cada médico. Tem quem permita o uso logo após o parto, os que pedem para usar só depois de uma semana e, alguns proibem. A minha disse que se for parto normal, talvez eu não sinta necessidade, só as calcinhas de compressão já me ajudem. Se for cesárea, disse que ajuda bem na postura e minimiza o desconforto pós cirurgia, nos movimentos de senta, deita e levanta.

Eu não comprei, deixei a cargo da minha sogra esteticista que, trabalha com pós cirúrgico e, conhece as melhores marcas para cada caso. Ela trará quando Analu nascer e cuidará de mim em todos os cuidados pós-parto!!!

Beijossss

segunda-feira, 28 de março de 2016

Diário de Gravidez: 34ª e 35ª Semanas - Entrando no Nono Mês

Oláááá!!!

Eu não pretendia ter sumido por tanto tempo assim, mas os últimos preparativos para a chegada da Analu, me deixou bastante ocupada! Isso quer dizer que, teremos muitos posts nesses próximos dias!!!

Dia 22/03 foi meu aniversário e, tive consulta pré-natal. A consulta foi tranquila, Analu continua na melhor posição para nascer (dorso para esquerda) e seu coração bate como um tamborzinho! A médica solicitou a ultra com doppler e o exame de Strepto B, conhecido como exame do cotonete.

O exame de Strepto B, serve para pesquisar se há a presença da bactéria Streptococcus Agalactiae, do grupo B, na vagina e ânus da mulher. A contaminação do bebê acontece durante a sua passagem pelo canal vaginal, no parto normal, por isso a importância de pesquisar se a mulher é portadora da bactéria, quando se pretende ter esse tipo de parto. Embora, essa bactéria, não cause mal algum ao indivíduo adulto, ao bebê ela pode causar desde infecções leves, passando por meningite, pneumonias e, até a morte. Mas não se assuste! Se o exame der positivo, a única coisa necessária é tomar um antibiótico de profilaxia no parto, geralmente, penicilina ou ampicilina.

É importante, no dia do exame, não fazer a higiene íntima antes da coleta da amostra. Assim, garantimos que o resultado seja o mais fiel possível. Ele dura segundos e, consiste simplesmente em passar um swab (cotonete de  haste maior) na entrada da vagina e ânus, pois, geralmente é o responsável pela contaminação da vagina. Burlar o exame, fazendo a higiene, pode resultar em um exame falso negativo e, o único prejudicado será o bebê!

Como biomédica, conheço bem o exame e, sei da demora para liberar o resultado. Por isso, fiz no dia seguinte à consulta, para dar tempo de levar o laudo
na próxima. Dito e feito, meu resultado sai dia 31/03 às 17h e, a consulta é dia 01/04, às 08h!!!

Amanhã faço a ultra com doppler, para verificar como anda o suprimento sanguíneo da placenta e da bebê. Ansiosa para ver nossa pequena, pois a última vez que fiz foi no carnaval!!!

Bom, mas como eu tenho passado?

Já sinto o peso da barriga, agora no nono mês! Passo o dia super disposta, mas à noite, ela pesa de tal maneira, que só penso em deitar. Aliás, ficar sentada muito tempo é a pior posição. Posso passar o dia todo em pé ou deitada, mas 1h sentada incomoda demais, porque ela mexe muito e as costas doem bastante.

Aliás, tá aí uma coisa que as pessoas se surpreendem e assustam, quando descobrem, que estou no nono mês: o fato de eu estar dirigindo e andando para cima e para baixo, numa boa, o dia inteiro! Bom, a gravidez foi toda tranquila, não estou me sentindo mal nem nada, a médica não me restringiu em nada, vida que segue, gente! Tenho resolvido muitas coisas nesse finalzinho e, estar fora de casa ajuda até a não ficar ansiosa nem nada! 
Me perguntam, e se entrar em TP? Aí, respondo com a maior calma do mundo: depende! Se eu tiver condições de voltar para casa sozinha, volto e chamo o marido, se não, ligo para o Samu ou Bombeiros, simples! Não entendo o desespero das pessoas com isso! rsrsrs

Outra coisa, que me perguntam muito: se estou ansiosa?! Nem um pouco! Por mim, ela ficaria aqui no forninho por mais um tempão! A família está bem mais ansiosa que nós! rsrsrs

Em relação a desconfortos, 2 tem me incomodado um pouco. O primeiro é o refluxo, que volta e meia me deixa com gosto de vômito na boca. Não acontece todas as refeições, nem todo dia, mas incomoda bem quando vem. O segundo é culpa da falta de espaço para a Analu. Ela mexe bastante à noite (entre 20h e 22h) e, apesar de me divertir vendo as deformidades na barriga, ela estica demais a pele, então dói e dá alívio quando sossega! Parecem movimentos bruscos e fortes, mas é a falta de espaço mesmo, tadinha! Quando ela se estica, e empurra as costelas, é que doem mais ainda! rsrsrs

Quanto às novidades, para os preparativos, só digo uma coisa: está tudo pronto! Vou mostrando nos próximos posts! rsrs

Nessa reta final, quero aproveitar bastante o marido! Namorar, sair para jantar, ir ao cinema, assistir nossa séries favoritas, ficar na cama até tarde nos finais de semana... Curtir esses últimos 15 ou 20 dias, que nos restam sozinhos!

Beijossss

segunda-feira, 21 de março de 2016

Kit Higiene da Analu

Olááááá!!!

Lembram que fiz um post sobre como montar um kit higiene? Nele comentei que não queria nada pronto e padronizado, que garimparia as peças e montaria o da Analu, por conta própria. Pois bem, finalmente, consegui reunir todas as peças e, agora só falta organizar!

  • Garrafa Térmica: Comprei no site Westwing. Tive o cuidado de escolher uma garrafa de qualidade para a cozinha, pois o bebê usa por pouco tempo e não queria ter um item encostado depois. O bolso da gente agradece! Além disso, confesso, só usarei na Analu, se ela tiver alergia aos lenços umedecidos. Não sei se vou ficar lembrando de aquecer a água sempre...
  • Molheira ou bowl: Peguei emprestada da cozinha! rsrs Faz parte de um conjunto de 6 potes pequenos, que usamos para molhos de fondue ou porções individuais. Não vai fazer falta ter pego um!
  • Portas algodão e cotonetes: Comprei de porcelana, bem simples, na Tok Stok, por um precinho camarada.
  • Aquecedor de Lenço Umedecido: Trouxe de Las Vegas. Como falei, pretendo me render à praticidade dos lenços umedecidos para RN, se ela não tiver alergia. Dizem que, esse inverno vai ser bem rigoroso e, não resisti ao precinho desse aquecedor. Gostei dele por ser portátil, podendo ser usado como porta lenço na bolsa de passeio, no trocador portátil e nas viagens sem, necessariamente, usar a função aquecedor. Bonito e prático ele é, resta saber se será funcional como estou pensando! rsrs
  • Bandeja: Também comprei pelo site Westwing. Foi a única que me encantou com um preço ok. Ela é de metal, rasa (por conta do aquecedor) e grande (52x35cm).
Esse álcool gel foi uma achado nas Lojas Renner. Ela é da Giovanna Baby e vem com um esferas hidratantes, além do cheirinho característico da marca. Custou mais barato, do que um na farmácia no mesmo volume (500ml). Comprei 2 e servirão para as visitas usarem. Achei a embalagem bonita e combina com o quarto, por isso, nem me dei o trabalho de comprar um dispenser para ele.

E essa é a visão da cômoda, por enquanto! 
Beijosssss

sexta-feira, 18 de março de 2016

Quarto da Analu: Novidades

Oláááá!!!

Hoje entramos no nono mês da gestação, falta pouco para termos a Ana Luisa aqui conosco! \o/\o/

Como os móveis chegaram já tem um tempinho, começamos a parte de decoração! Embora já esteja tudo encaminhado, vamos deixar para colocar tudo no lugar no feriado, assim fazemos com calma e curtido o momento!
vista da porta do quarto...
vista do canto da cômoda, perto da janela...
vista do canto do armário, atrás da poltrona...
A primeira coisa que mudou, foi que colocamos a cortina. Compramos na Tok Stok, num voal com arabescos, bem delicada e leve...
Como sabem, o quarto será cinza, mas com detalhes em rosa e, eles começaram a aparecer, tanto nos quadrinhos que montei, quanto na parte de enxoval que faltava.

Para montar os quadros, busquei imagens na net com os temas e cores que gostava. Salvei as que tinham resolução boa e mandei imprimir numa gráfica (como já tem um bom tempo, não me lembro quais sites peguei as imagens!). Comprei as molduras na Tok Stok, as mais simples e baratas. Nossa ideia é colocá-los na parede listrada...
Faltava a parte do enxoval que serve de apoio para os cuidados dela, mas que também é decorativa, já que fica exposta. Encomendei essa parte com a Tribeca Enxovais.

Almofada de amamentação: Gostei muito dela, por ser mais firme, densa, e ter os "braços" mais longos, que me abraça mesmo. Fiquem atenta a esse detalhe da firmeza, pois almofada muito mole, o bebê acaba afundando e não te dando o apoio para o braço necessário. Além disso, pode ser usada pelo bebê, quando ele estiver começando a querer firmar...
Trocador: Escolhi o modelo americano, que é abaulado, para dar um pouco mais de "segurança" nas trocas dela...

Rolos para berço: Comprei só os das pontas, peseira e cabeçeira, para dar um charme e, esconder uma pequena folga entre o colchão e o berço, já que o colchão é ligeiramente menor que o espaço interno do berço, em comprimento... 
E, por último, um item decorativo mesmo, só porque me apaixonei! Uma almofada de nuvem em tricot rosa!

 Amanhã vou na Feira da Gestante, Bebê e Criança, em São Paulo, para tentar resolver os últimos detalhes! Logo logo, o quartinho estará completo e venho mostrar tudo para vocês!

Bom final de Semana!
Beijossss

terça-feira, 15 de março de 2016

Diário de Gravidez: 33ª Semana

Oláááá!!!

A semana, que se passou, foi tranquila, sem nenhum sintoma ou situação diferente! Continuo super disposta, durmo bem, não tenho dores...

A parte mais importante foi a consulta pré-natal, na qual defini os pontos importantes referentes ao parto. Falei sobre eles no post sobre o Plano de Parto.
A ficha, de que estamos na reta final, finalmente caiu, quando ela comentou que a próxima consulta seria dali 14 dias e, que depois passariam a ser semanais! Como estamos finalizando o oitavo mês, eu deveria ficar mais atenta a alguns "sinais" e me passou 3 orientações importantes:
  • Se perceber que a Analu está muito quieta, sem mexer, devo comer e deitar imediatamente com a mão na barriga! Devo contar 7 mexidas dela, dentro de um intervalo de 1h. Se isso não ocorrer, ir para o PS e ligar para ela.
  • Se perceber que a bolsa estourou, ligar para ela para receber as orientações.
  • Se perceber sangramento, CORRER para o PS e, ligar para ela só no caminho!
Outra coisa importante, que a médica disse, é deixar nossas malas prontas! Embora esteja tudo super bem e caminhando dentro da normalidade, nunca se sabe, né?! 

A mala dela já está pronta (logo tem post)! Isso quer dizer que, está na hora de focar um pouco em mim! Ir atrás do que preciso para a maternidade, desde pós-parto (calcinhas e absorventes) à amamentação (pijamas/camisolas, lingeries, roupas fáceis de amamentar na rua, dentre ouras coisas...). Já comprei algumas opções de camisolas e pijamas e, ganhei alguns conjuntos de lingerie para amamentação. Estou pensando em fazer um post sobre esses itens, o que acham? Quem me segue no instagram (ali na barra lateral direita) acaba vendo, porque vou postando tudo o que acontece referente à maternidade, em tempo real...
Quanto ao quarto, a maior novidade é que a poltrona de amamentação chegou e, estou ficando cada vez mais apaixonada pelo quartinho dela! No primeiro dia, estranhei, achando que tinha ficado entulhado demais, mas agora já acostumei com a disposição, quarto pequeno não tem jeito, né?! Volta e meia, dou uma sentada e fico namorando, cada cantinho, imaginando a pequerrucha!
Não vejo a hora de estar tudo pronto! Faltam apenas detalhes e, logo teremos o quartinho completo aqui no blog!

Beijossss

P.S: Carol, do De repente quero ser mãe! e Gi Lima, do Esperando meu bebê chegar... não estou conseguindo comentar de jeito nenhum no blog de vocês! Se passarem por aqui, me deem uma luz! :(

quarta-feira, 9 de março de 2016

Meu Plano de Parto...

Olááá!

Como falei no post anterior, escrevi meu plano de parto, para discutir com minha obstetra, na consulta que tive ontem (#33 semanas).

O Plano de Parto, nada mais é que, um documento que você escreve com as suas vontades, o que gostaria e o que não gostaria que acontecesse ou fosse feito, durante o trabalho de parto, parto normal ou cesárea e, os cuidados pós. Deve ser discutido com o acompanhante de sua escolha, seja qual for, e seu obstetra. No dia da internação, deve ser entregue ao hospital e à equipe que irá conduzir o parto.

Embora seja um documento com suas vontades, ele pode ser "violado", se for necessário, em casos de intercorrências ou urgências mais sérias.

Usei esse post, para entender melhor os procedimentos que, geralmente, acontecem nos hospitais e, este aqui, elaborado pela defensoria pública de SP, para escrever o meu. Mas, é só jogar no Google "modelos de plano de parto" que, acha-se um monte.

Converse com seu médico ou a maternidade escolhida, para entender como é a cultura e a condução dos procedimentos de lá, justamente para não se frustar ou, até mesmo escolher outra, caso algum ponto seja muito importante para você!

Minha obstetra quer seguir para o Parto Normal, já que tudo está bem favorável para ele. A gravidez está transcorrendo super bem, Analu está cefálica (cabeça para baixo) e com o corpo à esquerda, melhor posição para nascer. Ela tem me incentivado muito e transmitido muita segurança, mas deixou claro que a escolha é minha.

Eu não sou defensora de nenhum dos partos. Acredito que, essa escolha cabe única e exclusivamente à mulher, dependendo das suas condições psicológicas, físicas, emocionais e, mais importante, clínicas. E, não acho certo nenhuma pessoa interferir, ficar palpitando ou, pior, contando casos e casos, a favor de um tipo ou contra o outro. Acho totalmente deselegante, mal educado e falta de respeito com o próximo, esse bullying materno que vemos por aí.

No MEU CASO, já que nossas condições clínicas estão indo bem, estou disposta a esperar Analu decidir o dia que ela quer vir, ou seja, entrarei em TP. Porém, isso não quer dizer que vou ter parto normal, isso vai depender da evolução dele. Se evoluir bem, ótimo. Se precisar ir para a cesárea, ou se eu quiser ir para cesárea, ótimo também! O importante é que eu e Analu estejamos bem.

Vou deixar meu plano de parto aqui embaixo, mas lembrem-se, que é só um plano. Pode ser que, as coisas não saiam conforme o planejado. O importante é ser tentado!


À Equipe Médica,

Vocês foram escolhidos, a dedo, para fazerem parte do momento mais importante de nossas vidas! Confiamos na nossa escolha e esperamos sermos retribuídos, com o respeito às nossas vontades, sempre que possível. Estamos cientes de que o parto pode tomar diferentes rumos. Abaixo listamos nossas preferências, em relação ao nascimento da nossa Ana Luisa, caso tudo transcorra tranquilamente. Sempre que os planos não puderem ser seguidos, desejamos, previamente, sermos comunicados e consultados a respeito das alternativas.

Plano de Parto
Parturiente: Barbara             DPP: 21/04/2016
Acompanhante: Pedro
Bebê: Ana Luisa
Durante o Trabalho de parto:
·         Presença de um acompanhante de minha preferência, conforme a Lei 11.108/2005.
·         Sem perfusão contínua de soro e ocitocina sintética.
·         Quero usar minhas próprias roupas.
·         Liberdade para beber água e sucos enquanto seja tolerado.
·         Liberdade para caminhar e mudar de posição.
·         Liberdade para uso ilimitado do chuveiro e/ou banheira, além de outras alternativas naturais de alívio da dor (massagem, respirações, posturas).
·         Monitoramento fetal: apenas se for essencial, e não contínuo.
·         Não desejo uso de medicação para sedação.
·    Aceitarei analgesia, desde que me permita continuar tendo controle do trabalho de parto e, somente quando eu pedir.
·   Tentar posições ou movimentos antes de iniciar o uso de ocitocina, caso seja realmente necessária.
·         Rompimento da bolsa, somente se necessário.
·         Não gostaria, que pessoas desconhecidas ficassem entrando sem permissão.
·         Não quero fazer a lavagem intestinal (a maternidade que escolhi não faz!)
·         Não quero que seja feita tricotomia (Já irei pronta, caso precise passar pela cesárea).
Parto Normal:
·         Liberdade para escolher a posição que me sentir melhor.
·    Prefiro usar cadeira de parto, maca ou outra posição, que ache mais confortável para o momento expulsivo.
·         Não quero a mesa ginecológica, nem amarração de braços e pernas durante o parto.
·      Prefiro fazer força quando sentir vontade, por isso, desejo um ambiente calmo nesse momento.
·      Desejo que meu períneo seja amparado na fase explusiva, usando o recurso da episiotomia, apenas em último caso e com minha aprovação, após justificativa da necessidade. (minha médica já me tranquilizou, que não faz sem necessidade e, quando faz, é a menor incisão possível!).
·         Não aceito a Manobra de Kristeller!!! (Se for preciso empurrar minha barriga, vamos para a cesárea!)
·         Desejo ter o bebê imediatamente colocado no colo para o contato pele a pele e, se possível, já iniciar a amamentação.
·         Se possível, aguardar expulsão espontânea da placenta com auxílio da amamentação.
·      Se houver necessidade de succionar as vias respiratórias, prefiro que seja feito enquanto ela está comigo.
·         Se possível, cortar o cordão umbilical depois que parar de pulsar.
Parto Cesárea:
·      Presença de um acompanhante de minha preferência, conforme a Lei 11.108/2005, desde antes da anestesia.
·       Anestesia: peridural, sem sedação.
·    Se possível, desejo ver a hora do nascimento, com o rebaixamento do protetor ou por um espelho.
·       Após o nascimento, colocar o bebê sobre o peito e que as mãos estejam livres para segurá-lo.
·    Se houver necessidade de succionar as vias respiratórias, prefiro que seja feito enquanto ela está comigo.
·       Gostaria de amamentar o quanto antes, desde a sala de cirurgia, se for possível.
Cuidados com o bebê:
·         Amamentação na primeira hora de vida, sob livre demanda.
·         Não oferecer água glicosada ou leite artificial.
·         O bebê deve ficar comigo o tempo todo, mesmo para avaliação e exames.
·         Alojamento conjunto o tempo todo.
·   Não aplicar o colírio de nitrato de prata quando os exames de Streptococo, Clamídia e Gonorreia forem negativos.
·     Se for necessário retirar o bebê do quarto, ele deverá ser acompanhado por um dos pais ou acompanhante.
Esse é meu Plano de Parto, que protocolo neste momento, para que minha vontade e autonomia sejam atendidas. Solicito que, procedimentos em desacordo com o aqui expressamente descrito, sejam devidamente justificados no meu prontuário médico. Agradeço a compreensão de toda equipe envolvida e, por participarem desse momento único em nossas vidas.
Beijosssss

segunda-feira, 7 de março de 2016

Diário de Gravidez: 32ª Semana

Oláááá!!!

Eu deveria ter postado na sexta, mas a correria me impediu de vir aqui... Mas, antes tarde do que nunca, né?! rsrs

A 32ª semana foi super tranquila em termos de sintomas ou dores, não senti nada! Estou super disposta ainda, acho que é a empolgação de começar a ver tudo pronto para a chegada dela! Meu peso segue controlado, não cheguei aos 10kgs ainda... \o/\o/
 
Durante a semana, chegaram a cômoda e o berço, então o quartinho já está começando a ter uma identidade. A poltrona chega essa semana, aí vou bater o martelo quanto à melhor disposição dos móveis. 
Só vai faltar mesmo decorar! Preciso comprar as molduras de quadros, para mandar imprimir os pôsteres que separamos e, comprar a prateleira que vai em cima da cômoda. Aliás, essa é a minha única dor de cabeça não resolvida, já que não acho nenhuma com ganchos cabideiros num tamanho proporcional à cômoda, só com varão!

Passei as roupinhas dela, mas não mexi nas de cama e banho. Quero deixar para quando tudo estiver pronto, porque eu abro muito o armário dela e não quero que pegue poeira.
 
Essa semana vou providenciar os organizadores par as gavetas dela e terminar de arrumar as malas da maternidade, tanto a dela quanto a nossa. Aí, praticamente tudo estará pronto!

Chegou a hora de focar em mim! A partir dessa semana, começo a ver roupas para a amamentação, desde sutiãs e camisolas/pijamas, até alguns vestidos e blusas, para amamentar quando sair de casa, Preciso ver a parte do puerpério também, como calcinhas mais altas, cintas, absorventes...

Amanhã tem consulta pré-natal e, muitas coisas vão ser definidas, já que vamos conversar sobre o parto! Inclusive, vou preparar meu plano de parto hoje, para discutir com a médica, além de saber mais sobre a conduta e os procedimentos da maternidade que escolhemos!

Beijossss

quarta-feira, 2 de março de 2016

Enxoval da Analu: A Hora do Banho

Oláááá!!!

Já falei aqui no blog que, embora seja mãe de primeira viagem, tenho um pouquinho de experiência em alguns cuidados, pois ajudei a cuidar das minhas irmãs quando nasceram. Eram minhas bonecas de verdade! rsrsrs E a parte do banho era a que mais gostava! Amava dar banho nelas, escolher a roupinha, cantar músicas enquanto ia vestindo elas...

Talvez, por ter essas lembranças, eu espero que a hora do banho da Lulu seja, também, bem gostosa! E, tenho para mim, que o maridão vai amar essa parte, acho até que vamos disputar! rsrsrs Já prometi, para ele, que o primeiro banho ele que vai dar, para ver como é gostoso!

Bom, mas vamos ao que interessa, né?! Vocês querem mesmo, é ver o que escolhemos para esse momento.

Banheiras:
Sim, plural! Dona Ana Luisa tem 3! Mas calma, antes que pensem no exagero da mãe aqui, deixa eu me explicar! rsrsrs

Em casa, ela usará o ofurô (já fiz post sobre os benefícios desse banho relaxante) e a banheira normal, que só tem o detalhe de ser flexível, para facilitar o armazenamento (também fiz post dela aqui).

O ofurô, infelizmente, tem como limitador o tamanho do bebê, então ela não usará por muito tempo, por isso, pretendo usá-lo muito nos primeiros meses dela, até para que a memória do aconchego intra-uterino, associada a shantala, possa nos ajudar a ter noites tranquilas! #assimespero #naocustatentar

Quando tiver maioriznha, a banheira normal, assume de vez seu posto e, passar a ser oficial. Ainda não comprei nenhum brinquedo de banho para ela, aceito sugestões!!!

Em Las Vegas, compramos a famosa banheira inflável de patinho da Munchink. Essa vai ser para as viagens, principalmente casa dos avós!!! Apesar de ser grandinha, ela é bem lúdica, emite sons quando aperta o bico e, seu fundo tem um disco que muda de cor, quando a água está muito quente. O rabo do pato é um encosto para a cabeça do bebê e a textura do fundo evita que o ele escorregue. Promete ser super fácil de inflar, possui um dreno para liberar a água sem precisar virá-la e, possui um ventosa para pendurar e secar.
Essa banheira é super fácil de achar no Brasil e, seu preço aqui está bem parecido com o dos EUA, com o dólar a R$ 4,00.

Sabonetes Líquidos:
Ainda não comprei nenhum xampú, nem condicionador, para ela, mesmo porque, com tantas opções, nem sei qual comprar! rsrsrs

Nessa fase inicial, vou usar mais os sabonetes líquidos da cabeça aos pés mesmo. O curioso é que a maioria foi comprada, porque vi uma determinada promoção, quando estava resolvendo outros itens de enxoval, ou passeando em algum lugar. Não houve um dia, que sai para comprar esses itens especificamente.

Claro que, já fiz meu dever de casa e, li um bocado sobre esses itens. Guardei quais são os preferidos da maioria e, me atentei que, os frascos de válvula pump são os melhores nessa fase inicial, na qual o banho é dado com apenas uma das mãos.

  • Sabonete Líquido Glicerinado Granado Amarelo: Apesar de achar o cheiro do de lavanda (roxo) ser mais gostoso, o amarelo é mais suave para recém-nascidos e menos propenso a causar uma alergia por conta da fragrância. Comprei 2 por R$ 18, numa farmácia que nem vi o nome, só a promo na porta! rsrsrs. Como sei que o preço de cada um, começa em torno de R$ 14, não pensei 2 vezes!
  • Sabonete Líquido Dove Hidratação Sensível: Comprei só porque vi uma promoção de 3 por R$ 20. Escolhi o hidratação sensível por ser mais indicado nessa fase recém-nascida, já que é menos propenso a causar alergias.
  • Sabonete Líquido para Recém-nascido Johnsons: Super indicado pela maioria, assim como o da Granado, esse é o único que sempre estou de olho quando entro numa farmácia. Um dia, entrando no DrogaRaia, a moça pediu o meu cpf para ver se saia algum desconto e, para minha surpresa, saiu 20% de desconto em todos os produtos Johnsons Baby. Moral da história, paguei R$ 10 em cada (comprei 3!), quando ainda não tinha visto por menos de R$ 14.
  • Sabonete Espuma Glicerinado Pom Pom: Vi um monte de vídeos de mães elogiando muito, mas nunca tinha visto dele por aqui em Jundiaí. Também achei por acaso, numa farmácia escondidinha, que passei em frente. Foi o único que não foi comprado por promoção, mas por curiosidade mesmo!

Óleo para massagem:
Comprei o da Johnsons hora do sono. Vou usar para fazer a shantala nela, tomara que ela aprecie! rsrss.
Baby SoothingVapor Bath:
Já falei dele no post sobre os produtos de farmácia que comprei nos EUA. Será usado, apenas quando for necessário descongestionar ela, sempre com orientação pediátrica.
Beijosssss